Buscar
  • Sinapse

Advogado especializado em Cannabis abre consultoria: “Empresas têm que respeitar a história do país”



Conhecido como Robin Hood no Rio, Emílio Figueiredo quer "influenciar empresários" para que produção seja mais sustentável


O advogado Emílio Figueiredo, diretor do coletivo Reforma, que presta serviços de advocacia gratuitos a pacientes de maconha medicinal, decidiu abrir uma consultoria para empresas que querem entrar no ramo cannábico.


Figueiredo é conhecido no ativismo por tecer duras críticas às empresas que querem lucrar com os medicamentos à base de Cannabis, explorando pacientes, porém, diante do atual cenário, o advogado decidiu que era a hora de atuar de dentro para fora.


Em entrevista ao Sechat, o advogado explicou a “mudança de rota”.


“No ativismo contra a proibição da maconha eu conheci outras pautas, como a do feminismo, das questões raciais, da saúde mental e da redução de danos, por exemplo. Diante de um governo que persegue movimentos sociais, eu decidi que era necessário influenciar os empresários”, explica Figueiredo.


Conhecido como Robin Hood no Rio, o advogado afirma que o objetivo da empresa de consultoria, a Sinapse Social, é construir uma política de drogas humana e justa, e que dê dignidade às pessoas.


“Não focamos só nos negócios, mas sim como desenvolver um trabalho de forma sustentável ambientalmente, economicamente e socialmente. É preciso respeitar a história do país. Não adianta colocar uma lojinha [de produtos à base de Cannabis] em Ipanema se um jovem morre na favela com tiro de fuzil por causa da mesma coisa”, afirma.


Com mais três sócios, Figueiredo explica que a consultoria surge de um trabalho que já vinha sendo feito informalmente, mas que, agora, será institucionalizado. “O negócio da Cannabis no país, sendo coerente com a realidade brasileira, pode se transformar num exemplo para o mundo inteiro”, finaliza o advogado.


#sinapse #cannabis

8 visualizações

© 2019 Sinapse Social Ltda